Mudanças nas buscas do Twitter

A partir do próximo dia 01/06, teremos dois tipos de busca de Twitter, dentro da plataforma: uma em real time, diretamente feita na API PowerTrack e uma em near-real time (com um pequeno delay), que é a busca padrão na API de Twitter. Elas serão configuráveis nos projetos.

As da PowerTrack terão um limite e essa quantidade estará atrelada ao número de ocorrências contratadas para o plano do cliente. Você pode verificar a quantidade liberada de buscas pela PowerTrack no Painel de Gerenciamento.

Configurando as buscas de Twitter

Para configurar essa opção de buscas em real time e near-real time, vá na edição do monitoramento dos projetos da sua conta e selecione Twitter. Lá, você verá seus termos de busca para essa mídia:

  1. Passe o mouse por cima e verificará que há um novo botão de raio. Selecionando-o, você incluirá essa busca na PowerTrack (real time)
  2. Não selecionando, a busca ocorre na API padrão de Twitter
    Intercale quais termos de busca você quer que cheguem na hora e quais não, de acordo com o seu limite

Não se preocupe: as buscas de termos padrão (sem serem as buscas avançadas) continuarão buscando na API do Twitter, em near-real time.

pwr track

Para clientes que possuem buscas avançadas de Twitter

Caso você configurou a busca avançada nos seus monitoramentos, verifique atentamente pois elas serão incluídas na PowerTrack, de acordo com o seu limite e do período em que elas foram configuradas (das buscas mais novas para as mais antigas).

Seu limite sendo atingido, as buscas avançadas que não entram nessas características, não funcionarão. Por isso, é importante que você reveja seus monitoramentos de Twitter, priorizando-os.

Restrições da API Twingly para páginas públicas de Facebook

A partir de hoje, dia 25/05, a API Twingly, que busca especialmente em páginas públicas de Facebook, não retornará mais seus comentários. Isso não afeta a busca de posts em páginas públicas.

Essa restrição é causada pelo movimento da UE de proteção ao usuário, que o Facebook começou a adotar recentemente.

 

Instagram retorna à plataforma Social com novas opções

Como divulgado mês passado, algumas permissões de Instagram dentro da plataforma estavam bloqueadas.

Mas, a partir de hoje, o Instagram retorna à nossa plataforma e, com novas opções, tanto em monitoramento, engajamento e atendimento.

Para receber essas novas opções, é necessário:

  1. É de extrema importância que a sua conta de Instagram seja vinculada à uma página de Facebook Business.
  2. É preciso que você faça a reconexão da sua conta de Instagram, dentro do seu projeto. A partir de agora, a conexão dessa mídia é feita no Facebook.

Seguem as opções que estão disponíveis dentro da nossa plataforma social, graças à nova API:

Monitoramento

  • Menção do perfil conectado na legenda de alguma publicação (seja ela, do próprio perfil, ou pertencente a outro);
  • Menção do perfil conectado no comentário de uma publicação (seja ele, do próprio perfil ou pertencente a outro);
  • Marcações do perfil conectado em fotos;
  • Hashtags e termos de busca;
  • Local.

Engajamento

  • Os relatórios de Engajamento de Instagram voltaram, normalmente, a pegar os dados que apresentamos.

Atendimento

  • Responder comentários feitos em publicações da própria página;
  • Responder comentários que possuem menções do perfil conectado, tanto nos próprios posts, quanto de outras publicações.

Limitações da nova API

  • A nova API não retorna mais Engajamento de perfis concorrentes;
  • O avatar de quaisquer usuários não aparece mais;
  • Não é possível trazer dados retroativos de relatórios de Engajamento, a partir da data de bloqueio da API antiga (dia 04/04/2018).

 

 

 

Uso do Messenger está liberado na plataforma social e BOT

Nessa semana, tivemos o F8, o Evento do Facebook e, foi anunciado que suas novas políticas de privacidades foram revisadas. Assim, está liberado novamente o uso do Messenger  da Plataforma Social e BOT.

Até então, o Facebook tinha bloqueado temporariamente novos acessos para o Facebook Messenger das páginas, o que sensibilizou o atendimento via Social e BOT.

A partir dessa semana, você já pode utilizar normalmente.

Lembre-se: para você ter acesso novamente ao Messenger dentro da Hi, é preciso reconectar sua conta.

FONTE:  
Facebook Messenger Newsroom: https://messenger.fb.com/newsroom/re-opens-app-review-launches-new-products-at-f8/

 

Facebook e os novos connects da plataforma social

Diante da crise do Facebook – por causa da Cambrige Analytica – infelizmente, ficamos reféns de qualquer mudança que eles fizerem.

Por isso, os novos connects (apenas os novos), caso sejam feitos, poderão apresentar um erro.

Assim, reestruturamos para que a permissão de novos dados seja feita da melhor maneira possível.

O que será feito diante disso?

Alteraremos o connect para que seja feito com sucesso. Porém, novas contas conectadas não conseguirão mais receber e responder mensagens privadas da página.

Em cima dos botões de connect, caso dê erro, há um box de texto com um link. Clique nele para fazer o connect.

Capturar

Mas minha conta já foi conectada antes dessa alteração

Sem problemas, porque o acesso já está permitido a você. Mesmo que você refaça, ainda conseguirá responder mensagens privadas da sua página.

Isso é temporário

Segundo esta nota aqui e esta aqui, o Facebook está reestruturando a política de uso e, nas próximas semanas, virá com novidades. O que se parece é que liberará esse acesso novamente.

Assim que isso acontecer, informaremos por aqui para que seja feito um novo connect e, assim, conseguir responder mensagens privadas de qualquer página.

Update: Instagram retira vários endpoints da sua API que atingem alguns recursos da plataforma social

Como dito anteriormente, diante do escândalo envolvendo o Facebook e a Cambridge Analytica, a empresa de Mark Zuckerberg já mexeu em várias informações vindas das APIs da empresa de Mark Zuckerberg.

Hoje, dia 04/04, foram retirados vários endpoints de API de Instagram, atingindo diversos recursos de dentro da nossa plataforma social. Você pode conferir os endpoints deprecados aqui.

Assim, diante dessa mudança, trabalharemos duro para que os nossos usuários não sejam afetados diretamente.

Como decisão, algumas features de dentro da nossa plataforma social, pelo motivo do Instagram não retornar mais essas informações, serão mudadas.

O usuário poderá:

  • Fazer pesquisa por hashtags
  • Fazer pesquisa por local (recurso)
  • Buscar dados retroativos no Relatório de Engajamento (se houver)
  • Fazer connect de contas de Instagram
  • Chamados de instagram ficam disponíveis ainda para toda e qualquer alteração que não dependa do Instagram (taguear, escrever logs, mudar status, enfim)

O usuário não conseguirá:

  • Responder novos e antigos chamados de Instagram
  • Buscar dados futuros de Engajamento
  • Real time em indicadores de Instagram (engajamento e publicação)
  • Buscar por recursos de perfil e publicação

 

O que será feito futuramente?

Tentaremos autorizar outro app para ter acesso à nova API, porém o Facebook congelou as autorizações e temos que aguardar novas informações deles.

Fontes

Instagram API Changelog – https://www.instagram.com/developer/changelog/

Nota no site TechCrunch: https://techcrunch.com/2018/04/04/facebook-instagram-api-shut-down/

 

 

[IMPORTANTE] Plataforma Social: informações vindas de Instagram podem sofrer rate limit

Após o escândalo envolvendo o Facebook e a Cambridge Analytica – onde a empresa foi acusada de violar dados de 50 milhões de usuários do Facebook para a campanha eleitoral do Donald Trump – Mark Zuckerberg tomou várias medidas preventivas de segurança: como pausas em revisão de novos app, que afetam nossas questões de bot no Messenger, por exemplo.

Agora, há outras providências tomadas pelo Instagram em sua API.

O que mudou na API Instragram?

Como medida de segurança, a API deles, agora, só permite 200 chamadas por usuário por hora (antes eram 5 mil). A fonte dessa informação vem do site TechCrunch, porque a fonte oficial da API do Instagram, o link está fora do ar.

O que isso nos afeta?

Com essa baixa drástica de chamadas de API por usuário, pode afetar diretamente o rate limit da conta dentro da plataforma social. Ou seja, as informações (ocorrências, chamados, informações de engajamento) podem não ser recebidas pela nossa plataforma.

Se algo mudar, traremos novas informações.

FONTES